Legislação sobre Resíduos Hospitalares

Ligue-nos para uma Inspecção Gratuita para o 808 223 224  ou Contacte-nos

Legislação sobre Resíduos Hospitalares

A Gestão dos Resíduos Hospitalares tem de ser realizada dentro de um quadro legal exigente, pelo que nós poderemos ajudar a compreender e a cumprir com as obrigações Legais a que está sujeito enquanto Empresa.

De acordo com a Legislação em vigor, Resíduo Hospitalar é “o resíduo resultante de actividades médicas desenvolvidas em unidades de prestação de cuidados de saúde, em actividades de prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e investigação, relacionada com seres humanos ou animais, em farmácias, em actividades médico-legais, de ensino e em quaisquer outras que envolvam procedimentos invasivos, tais como acupunctura, piercings e tatuagens".

De acordo com o Decreto-Lei nº 73/2011, de 17 de junho, que altera o Decreto-Lei nº 178/2006, de 5 de setembro, a definição de Resíduo Hospitalar é:

“Resíduos resultantes de atividades de prestação de cuidados de saúde a seres humanos ou a animais, nas áreas da prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação ou investigação e ensino, bem como de outras atividades envolvendo procedimentos invasivos, tais como acupuntura, piercings e tatuagens .“

Os Resíduos Hospitalares são classificados de acordo com o Despacho n.º 242/96 de 5 de Julho bem como de acordo com Lista Europeia de Resíduos - LER.

De acordo com o Despacho n.º 242/96 os Resíduos classificam-se da seguinte forma:

  • Grupo I - resíduos equiparados a urbanos - são aqueles que não apresentam exigências especiais no seu tratamento.
  • Grupo II - Resíduos hospitalares não perigosos - não estão sujeitos a tratamentos específicos, podendo ser equiparados a urbanos.
  • Grupo III - Resíduos hospitalares de risco biológico - resíduos contaminados ou suspeitos de contaminação, susceptíveis de incineração ou de outro pré-tratamento eficaz, permitindo posterior eliminação como resíduo urbano. Grupo IV - Resíduos hospitalares específicos - resíduos de vários tipos de incineração obrigatória
  • Grupo IV - Resíduos hospitalares específicos - resíduos de vários tipos de incineração obrigatória

Porquê a Initial?

A recolha, o tratamento e a eliminação de Resíduos Hospitalares, pela sua especificidade e relevância, exige o envolvimento de profissionais qualificados para prestação deste tipo de serviço. A Rentokil Initial Portugal, da qual a Initial Medical Services faz parte, opera a nível nacional e encontra-se licenciada como Empresa Operadora e Gestora de Resíduos Hospitalares em 6 Centros de Serviço, de Norte a Sul de Portugal, possuindo um sistema de gestão de qualidade certificado de acordo a norma ISO 9001.

A Rentokil Initial Portugal é um Operador de Gestão de Resíduos Hospitalares licenciado pela Direção Geral de Saúde para a prestação do serviço de tratamento e recolha de Resíduos Hospitalares do Grupo III e recolha e armazenamento de Resíduos do Grupo IV.